Produto adicionado com sucesso ao carrinho.

Fátima Ferreira lança

  • 2015, Jan 27

Quatro mulheres, com diferentes idades, percursos e profissões que não se tocam. Em comum têm apenas o drama da violência doméstica.

É este o ponto de partida de Estilhaços, o livro de Fátima Ferreira que é amanhã lançado e que a autora assume como um grito. “Sinto-o agora, depois de estar escrito, como um grito de inconformismo, revolta e impotência”, confessa.

Fátima Ferreira foi eleita president do Departamento Federativo das Mulheres Socialistas em 2006 e durante os seis anos em que se manteve no cargo fez do combate à violência doméstica a grande linha de intervenção, promovendo inúmeras iniciativas em rede com organizações não governamentais, comunicação social e outras instituições vocacionadas para esta luta. Foi neste quadro de intervenção que começou a nascer o livro Estilhaços. O drama da violência doméstica é, assim, retratado em quatro protagonistas. As histórias são baseadas nos depoimentos de vida recolhidos por Fátima Ferreira ao longo dos anos. “Inspirei-me em factos e depoimentos reais, mulheres que vivem e sobrevivem, outras que morrem”, acrescenta. A autora explica que o nome surgiu porque “a vida das vítimas é um contínuo partir de sonhos e projectos, porque mesmo liberta do agressor, a mulher tem um passado que a amarra a imagens, sentimentos e medos dos quais não é fácil libertarse”.

Fátima Ferreira espera, por isso, que o livro faça a diferença para que se perceba de uma vez por todas que “falar de violência doméstica não é falar de números, mas sim de pessoas, com um nome, uma vida e uma história”.

(Artigo completo na edição do Diário de Viseu, de 23 de janeiro de 2015)